Cabanas da Comporta

Ver marcas usadas neste projeto
O projeto inicial era apenas de uma cabana com 12m² divididos entre quarto e casa de banho, apelidado pelos arquitetos de "modulo íntimo". Com o desenvolvimento gradual das conversas com o cliente surge uma nova cabana, o "modulo social". Depois, outra cabana para alojar a coleção de carros do cliente, o "modulo de serviço". 
  • Localização
    Comporta
  • Projeto
    Studio 3A | MIMA Housing
  • Fotografia
    Nelson Garrido
  • Ano
    2019

O espaço

Estas cabanas têm sido construídas ao longo de décadas nesta área e para além de funcionais, são muito fáceis e rápidas de montar.
Devido aos desafios deste tipo de construção, nomeadamente a proteção contra o calor do verão mediterrâneo ou os mosquitos, muito conhecidos na região, foram implementadas várias estratégias sustentáveis para reduzir a sensação de calor, como os alpendres na frente dos envidraçados, panos de vidro de baixa emissão e um sistema de telas de sombreamento, tencionadas entre as cabanas.

Foram usados métodos de pré-fabricação como os "painéis sandwich" em OSB ou as juntas de madeira pré-fabricadas. Quanto ao deck optaram pela madeira modificada Lunawood, obtida por tratamento térmico, com recurso à ação do calor e humidade sem adição de produtos químicos - 100% ecológica. 

Therezia Sloet tot Everlo - Studio 3A // Para mais informações sobre o gabinete de arquitectura: www.studio-3a.com
A utilização da madeira carbonizada para o projeto de arquitetura sustentável das cabanas na Comporta foi uma escolha óbvia. Shou sugi ban, a técnica ancestral japonesa trata-se do tratamento das madeiras pelo meio de um maçarico de modo que as fibras externas possam reagir deixando a madeira imune ao ataque de cupins, fungos e agressões naturais durante décadas, com um resultado estético natural, quente e deslumbrante sem a utilização de químicos ou toxinas. A colaboração com a Banema foi fulcral neste projecto pois tanto a madeira carbonizada como a lunawood (madeira termo tratada igualmente sem químicos ) utilizada nos decks vieram deles.
Therezia Sloet tot Everlo - Studio 3A // Para mais informações sobre o gabinete de arquitectura: www.studio-3a.com

O perímetro

O acabamento das fachadas é mais um mecanismo sustentável desta construção, materializando-se em madeira carbonizada através de uma técnica inspirada em antigas tradições japonesas - Zwarthout | shou sugi ban - que é livre de toxinas ou químicos na sua produção, não exige manutenção e sublinha a beleza e textura do material natural. 

Para mais informações sobre este projecto: co-cabanas.com

Marcas usadas

A Lunawood é uma empresa pioneira e inovadora na modificação térmica da madeira e tornou-se líder de mercado de Thermowood. 

A madeira modificada Thermowood é obtida por tratamento térmico, com recurso à ação do calor e humidade sem adição de produtos químicos - 100% ecológica. O processo Thermowood respeita as propriedades naturais da madeira. O processo de produção patenteado baseia-se na modificação térmica gradual da madeira, em que as propriedades químicas e físicas da madeira sofrem alterações permanentes. 




Ver todos produtos desta marca

A Zwarthout disponibiliza produtos de madeira, obtidos através da sua carbonização, uma antiga e especial técnica japonesa chamada Shou Sugi Ban. 

À medida que carbonizam cada painel de madeira nos próprios fornos, a mesma adquire uma camada de carvão única e permite que a força primitiva do fogo permaneça visível na cor e textura da madeira.

A madeira carbonizada da Zwarthout é utilizada, entre outras aplicações, para revestimento de fachadas, decoração de interiores e mobiliário.



Ver todos produtos desta marca
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi